DOIS TIPOS DE OBRAS: DE CRISTO E DOS FILHOS DE DEUS.

Atualizado: Jun 11



Nenhum pecador pode ser salvo da condenação, do pecado e da morte espiritual por obras humanas. Não importa ao homem sem Deus o quanto faça o bem, pois nunca alcançará a salvação que só Jesus Cristo pode dar. Todavia, uma vez que Jesus salvou-nos, ELE nos habilitou a sermos ministros da justiça, ministros de uma nova aliança, não mais da Lei, mas do Espírito. Fomos salvos, redimidos, justificados para um propósito, para as boas obras. As boas obras provenientes da nova vida, da nova natureza, não nos permitem que vivamos de qualquer forma. É óbvio que o interesse de Deus não foi apenas salvar o nosso espírito! Ele recriou (ou salvou) apenas o nosso espírito em Cristo, porque nenhum homem poderia fazer isso. Porém existe a salvação da alma e a do corpo, que nós, FILHOS DE DEUS, que fomos salvos por Cristo, devemos nos responsabilizar por fazer. Ocorre que isso não se caracteriza como obra de homens, porque estamos praticando os princípios do Reino de Cristo no que diz respeito a nós nos mantermos alinhados com sua palavra e sua vontade, afim de preservarmos a nossa salvação (1 Ts 5:23). A obra de Cristo habilitou-nos a fazer boas obras, e não estou falando somente sobre ajudar o próximo, mas também ter cuidado de si mesmo. Dizer que podemos viver de qualquer maneira, principalmente em uma vida de pecado, respaldado pelo entendimento errado de que Jesus já fez tudo e não preciso fazer mais nada (pois a salvação é “incondicional”, como alguns dizem) é suicídio! Como se reconhecerá que realmente somos salvos se praticarmos as mesmas coisas que se praticam no mundo? Então observe: não se trata apenas de uma “salvação interna”, mas abrange as três dimensões do ser humano (espírito, alma e corpo). Quando nosso espírito foi salvo, nós nos tornamos justiça de Deus. Portanto agora, como servos da justiça, devemos oferecer os membros do nosso corpo a Deus, e não ao pecado. Se o pecado não tem mais domínio sobre nós, visto que Jesus libertou-nos da velha natureza pecaminosa, porque um filho de Deus deve achar que viver em pecado não traz consequências físicas, emocionais e espirituais? Somos colaboradores de Deus também nesta caminhada ao céu! Cristo Jesus deu-nos todas as armas espirituais para podermos permanecer firmes contra as ciladas do Diabo, ou seja, manter uma vida na palavra de Deus, que glorifique Ele!

Tudo que EU fizer agora, como filho de Deus, preciso fazer segundo a lei do amor, a lei do Espírito de vida, e não mais segundo a lei do pecado e da morte. Em consequência disso, minhas palavras, meus pensamentos, meus comportamentos, devem refletir a salvação que Cristo conquistou para mim, para nós, na cruz do Calvário.


Tito 3:4-8

4- Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com todos,

5- não por obras de justiça praticadas por nós (a salvação que só Jesus pode dar), mas segundo sua misericórdia, Ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo,

6- que Ele derramou sobre nós ricamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador,

7- A FIM DE QUE, justificados por graça, NOS TORNEMOS seus herdeiros, segundo a esperança da vida eterna.

8- Fiel é esta palavra, e quero que, no tocante a estas coisas, faças afirmação, confiadamente, para que os que têm crido em Deus sejam solícitos (CUIDADOSOS) na PRÁTICA DE BOAS OBRAS. Estas coisas são excelentes e proveitosas aos homens.


1 Pedro 2:11-12

11- Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois, a VOS ABSTERDES DAS PAIXÕES CARNAIS, que fazem guerra contra a alma,

12- MANTENDO EXEMPLAR O VOSSO PROCEDIMENTO no meio dos gentios (mundo), para que, naquilo que falam contra vós outros como de malfeitores, observando-vos EM VOSSAS BOAS OBRAS, glorifiquem a Deus no dia da visitação.

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ALINHANDO