VIDA CONSAGRADA A DEUS


Por Ap. Eliezer Rodrigues

Mateus 26:36-39

36-Em seguida, foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar;

37-e, levando consigo a Pedro e aos dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se.

38-Então, lhes disse: A minha alma está profundamente triste até à morte; ficai aqui e vigiai comigo.

39-Adiantando-se um pouco, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres.

Se Jesus precisava consagrar-Se à vontade ou ao plano de Deus para Sua vida e para Seu ministério, imagine nós! Isso mesmo! Jesus orava, consagrava-Se e estava sempre disposto a obedecer ao Pai, mesmo quando Sua carne falava o contrário. O plano era ir à cruz e sofrer por toda a humanidade, levando sobre Si todo o pecado, miséria, doenças, maldições etc. Com certeza, Sua alma não estava entendendo aquilo! Seu corpo não estava suportando a pressão, ao ponto de suar sangue.

Não importa o que nossa carne deseje, devemos sempre nos consagrar à vontade de Deus. Haverá momentos em que sua mente não entenderá, que a vontade da sua carne será outra, contrária à vontade de Deus, mas a consagração diária a Deus deve prevalecer. Todos os dias da sua vida você precisa orar dizendo: “Senhor, não seja feita a minha vontade, mas a Tua vontade"!

Quando o Senhor falou-me que viesse morar em São Paulo, não tinha parentes, nem amigos, e não sabia quem poderia ajudar-me nesse início (de conhecer São Paulo). Eu, Georgia e Gabriel saímos de Natal, Rio Grande do Norte, sem saber para onde iríamos. Nós nos desprendemos de tudo em obediência ao Senhor e fomos! O Senhor disse-me que eu teria um mês para resolver tudo e ir embora. Nesse tempo, estávamos vivendo a melhor época de nossas vidas. Eu e Georgia havíamos conhecido a Igreja Verbo da Vida em Natal e, tempos depois, começamos a estudar no RHEMA. Estávamos em um processo de restauração do nosso casamento, vivendo em nossa casa própria que havíamos comprado, construída recentemente. Nossos móveis novinhos, o primeiro filho novinho, meu estúdio de gravação profissional construído atrás da minha casa, meu primeiro CD lançado, enfim, tudo maravilhosamente bem! E foi bem nesse momento em que Deus disse: “Deixe tudo e vá para São Paulo"! Jamais poderíamos imaginar que seríamos pastores - nunca pensei isso! Chegamos em Osasco em 2001. Escolhi essa cidade porque havia um cliente que estava gravando comigo, e ele havia fechado um pacote de gravação em que eu teria muitos trabalhos produzindo os seus CDs e de sua família, inclusive, de uma de suas filhas, Daniela Araújo. Pensava que estava em São Paulo para isso e perguntava ao Senhor: “Estou aqui para isso, Senhor? Para ampliar meu ministério de música e de produtor musical? O que eu vim fazer aqui, Senhor"? Um ano depois, Emylie nasceu, e eu e Georgia fomos concluir o RHEMA em Guarulhos. Servimos na Igreja Verbo da Vida em Guarulhos por anos, debaixo da autoridade do pastor Marconde e Gildete. Foram dias maravilhosos! Estava compondo muitas músicas, gravando mais CDs meus e achava que era exatamente isso que viera fazer em São Paulo (o que já fazia durante toda minha vida, ou seja, tocar e cantar para Deus, servindo na igreja local). Mas, no final de 2004, durante a penúltima matéria do RHEMA, no módulo Ministério Prático, com a professora Sâmia Rocha, descobri que tinha um chamado apostólico! Meu Deus! Que experiência! Foi como se eu houvesse engolido uma brasa viva! Queimava tudo dentro de mim! Fiquei atônito, não sabia como esse ofício funcionava etc. Foi no final de 2005 que Deus disse: “Vocês darão início agora à primeira igreja na zona leste de São Paulo. Será uma grande visão, uma grande multidão, uma grande igreja"! E demos início à primeira igreja juntamente com os músicos da minha banda e seus familiares, no bairro da Penha, zona leste de São Paulo, que hoje é a igreja Verbo da Vida Vila Matilde - SP.

Vale a pena sempre responder SIM a Deus.

Mesmo que não entendamos tudo; mesmo que a nossa mente não consiga compreender plenamente ou nossa carne não tenha vontade de fazer o que Deus pede, não queira desobedecer, pois vale a pena consagrar-se ao Senhor e dizer a Ele: “Seja feita a Tua vontade, Pai, e não a minha”!

Após dez anos como pastor presidente do Verbo da Vida Vila Matilde, o Senhor trouxe-nos para a cidade de Taubaté em 2015, onde já estamos há sete anos. Mas essa é mais uma história de consagração a Deus que depois conto a vocês.

Um grande abraço!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Por Eliezer Rodrigues Mateus 6:19-21 19-Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; 20-mas ajuntai para vós outros tesouros